segunda-feira, 24 de setembro de 2007

SPORTING (2) - Setubal (2)

Novamente uma primeira parte decepcionante. Sem vigor, sem vontade ou talvez sem habilidade, o nosso Sporting entrou apático. Salvo melhor opinião, fruto de algumas alterações desastradas do Mister Paulo Bento, insistindo num Farnerud sem a qualidade necessária e velocidade essenciais e testando Gladstone, pouco rotinado e nitidamente desenquadrado com os restantes colegas defensivos.

Rectificados os erros cometidos na primeira parte, o Sporting entrou diferente para o segundo período. Mais rápido e com vontade de repor o respeito pelos adeptos leoninos. Pese embora o tempo perdido, a verdade é que já estávamos a perder por um golo e teríamos de ir atrás do prejuízo. Tarefa esta muito complicada, não só pela forma defensiva como o Setúbal defendia o resultado, mas também pelo estado cada vez mais lastimável do nosso relvado, prejudicando particularmente os nossos jogadores.

Apesar da falha monumental do nosso guarda-redes, com total responsabilidade no segundo golo do Setúbal, não sou dos que culpa um jogador por um resultado obtido pelos 11 jogadores durante 90 minutos.

Apesar da falha grave do Stojkovic, não menos grave foram os golos perdidos por Purovic, demonstrando falta de classe e algumas deficiências técnicas. Estando o Guarda-redes mais exposto, é mais fácil culpa-lo pelos resultados negativos, mas neste caso, tem tanta culpa como os jogadores que não correm aos lances divididos ou os que falham golos apenas com o Guarda-redes adversário pela frente.


Sentimentos? Perplexo e muito preocupado …

1 comentário:

  1. Vamos fazendo o que podemos com o plantel da rotatividade!!!!

    ResponderEliminar